Viagem À Patagônia

Na segunda parte desta trilogia de 1983, os patos encontram-se novamente com os alienígenas e seus robôs e androides.

Como em toda boa história seriada, esta se inicia com um breve “resumo do capítulo anterior”. Só então a nova aventura se inicia, realmente.

Como era seu costume sempre que se tratava de uma aventura em um outro país, papai fazia questão de dar algumas informações sobre a história e costumes desse lugar. Para ele, quadrinhos não são apenas diversão, e o autor pode e deve aproveitar para disseminar informações úteis. Afinal, quadrinho é cultura.

No caso temos a menção aos Patagões, povo indígena local já extinto, que teria recebido esse nome de Fernão de Magalhães na época dos descobrimentos, porque seus integrantes tinham pés grandes (“pata”, em espanhol). A caracterização dos personagens com roupas e chapéus locais ajuda a ambientar a história, e ensina um pouco mais ao jovem leitor.

O entrevero com os alienígenas transcorre mais ou menos como na história anterior, com muita ação e com um final explosivo no qual o minério precioso, novamente, não é conquistado por nenhum dos grupos rivais.

alienigenas1

A solução do mistério todo é então prometida para a próxima (e última) história desta série.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s