Morcego Vermelho Em Copabacana

História de 1973, de mais um dos especiais do Morcego que foram lançados naquele ano.

Nosso herói vai ao Rio de Janeiro em busca de um ladrão de diamantes chamado Patotonto, e se depara com os “tipos” locais: os habitantes da cidade, turistas, vendedores de sorvete na praia, e coisas assim.

Também encontra pela primeira vez o Zé Carioca, que nesse tempo ainda não era seu fã incondicional, e o Nestor. O Zé só se transformaria no Morcego Verde pela primeira vez em 1975.

O Morcego Vermelho acaba confundindo o Zé com o bandido, por causa da camisa listrada e palheta, e o Zé se apavora porque acha que está sendo perseguido por um cobrador vestido de vermelho.

Houve um tempo em que os chamados “homens de vermelho” eram o terror de quem devia dinheiro na praça. Era mesmo uma técnica de intimidação, que acabou proibida com o advento do Código de Defesa do Consumidor.

Na perseguição, o nosso herói acaba caindo dentro de um carrinho de sorvetes, e quase vira picolé. Algum tempo depois, uma empresa de sorvetes brasileira lançaria o “Picolé do Morcego Vermelho”, para a alegria da criançada.

MOV picole

O bandido acaba preso meio que por acidente, como é comum nas histórias do Morcego, desta vez com a ajuda do Zé e do Nestor, e assim começa uma bela amizade entre os personagens.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s