Que Rolo!

História do Professor Pardal, de 1974.

O robozinho Rolo é mais um daqueles personagens estrangeiros mal aproveitados que papai adorava “resgatar” e aproveitar em suas tramas. Mas por ser meio limitado por natureza, este só rendeu uma história.

Criado pelo Professor Gavião para destruir o laboratório do Pardal, e adotado pelo Professor do bem como se fosse um bichinho de estimação abandonado, a pequena máquina sofre de uma fome descomunal, que a faz mastigar tudo o que vê pela frente. A graça da pequena peste mecânica, além comer tudo o que vê pela frente e tentar até caçar o Lampadinha com um grande mata moscas, é repetir a frase “isto é uma gravação” depois de tudo o que diz.

A presença do monstrinho no laboratório do Pardal não é um acaso: na verdade, ele está lá para distrair o Pardal, “enrolando” o gênio enquanto o Prof. Gavião e o Dr. Estigma atacam a cidade com uma esteira “desenrolante” sem fim e pedem um resgate para fazer a máquina parar. O que eles não esperavam é que a fome do Rolo fosse se transformar no antídoto para a esteira.

Rolo

 

http://www.amazon.com.br/hist%C3%B3ria-dos-quadrinhos-Brasil-ebook/dp/B00GFQBZRU/ref=sr_1_1?s=digital-text&ie=UTF8&qid=1386028528&sr=1-1&keywords=A+Hist%C3%B3ria+dos+Quadrinhos+no+Brasil

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s