Um Natal Bem Diferente

Publicada pela primeira vez em 1981, esta história foi premiada com o VII Prêmio Abril de melhor história nacional ou feita no Brasil, entregue a papai em 1982.

A história começa com o Tio Patinhas, rabugento como sempre, reclamando em plena véspera de Natal porque precisa comprar presentes para todos, enquanto ninguém lhe dá nada, porque acham que ele já tem tudo. E realmente, qual presente se pode dar ao pato mais rico do mundo?

Quando presentes materiais não têm sentido nenhum, apenas um presente espiritual de suprema grandeza pode preencher o vazio que só uma grande fortuna material pode causar.

Desejoso de ter um Natal “diferente”, o Tio patinhas – juntamente com Donald, Peninha, e os 3 Sobrinhos – recorre a uma máquina do tempo inventada pelo Professor Pardal, e viaja a três pontos no tempo: primeiro, ele vai à Roma de Nero, no ano 64 depois de Cristo, quando a comemoração de Natal dos primeiros cristãos é interrompida por um grande incêndio, causado pelo próprio imperador. Lá, descobrimos que os primeiros cristãos, até mesmo por não saberem exatamente quando Jesus nasceu, decidiram comemorar no dia do solstício de inverno.

TP catacumbas

Em seguida, eles chegam ao ano 10 em terras germânicas (atual Alemanha), onde descobrem as origens pagãs da árvore de Natal. São, aliás, recebidos como se fossem deuses, numa alusão a “Eram os Deuses Astronautas”, livro de Erick Von Daniken que postula que os antigos deuses pagãos eram na verdade extraterrestres que vieram à Terra para ensinar a civilização aos nativos do planeta.

TP pinheiro

E por fim chegam à Judeia exatamente na mesma noite na qual Jesus nasceu, e ganham a oportunidade única de ajudar os Reis Magos a cumprir o seu papel na História.

TP presepio

É uma história clássica e altamente emocional, que – propositadamente – em momento nenhum questiona a tradição cristã. Esta é uma história que quase poderia ter saído de um catecismo católico, com direito até mesmo a um milagre de Natal exclusivo para a família Pato, quando a estrela de Belém paria sobre a máquina do tempo avariada e a conserta, para o espanto de todos.

TP milagre

Consertada a máquina, os Patos conseguem ainda chegar de volta a Patópolis e à nossa era a tempo de participar da ceia de Natal no sítio da Vovó Donalda.

E é neste espírito que agradeço a todos os que têm acompanhado este blog nestes últimos meses desde sua criação e desejo um Feliz Natal, pleno de toda a alegria do mundo, e um Ano Novo cheio de sucesso e realizações.

Anúncios

4 opiniões sobre “Um Natal Bem Diferente

  1. Feliz Natal a você, sua família! Deus abençoe vocês com muito amor, paz, saúde, energias boas, felicidades. tudo de bom, $uce$$o!!!

    Abraços. Fabiano Caldeira.

  2. Saudações.
    Creio que essa história não saiu aqui em Portugal (e não sei se algum dia vai sair, pois o “politicamente correto” por aqui cria alguns escrúpulos que podem ser… inibidores. A Europa tem uma guerra de valores em curso, e infelizmente, os media não são totalmente imparciais).
    Pode informar qual foi a edição?
    De qualquer forma, vai ser difícil conseguir assim um nº antigo.
    Mas vale tentar, nem que seja por alguém me conseguir um “scan” da obra (como não foi e nem vais ser vendida em Portugal, não creio que seja considerada pirataria. Além de que pode ser considerada uma peça de cultura popular, cedida para ser consultada, não para ser reproduzida nem vendida (o que é legal, em Portugal).
    Um abraço deste lado do mar.

  3. Ops. O link do inducks.org não estava a dar no início, mas está OK. Já vi a edição e vou ver se consigo. E afinal saiu em Portugal (num passado onde ainda não se sentia aquilo que descrevi anteriormente).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s