O Fabuloso Dr. Von Xato

História do Pena Kid, publicada pela primeira vez em 1984.

Aparentemente, o “preço” que papai precisou pagar pela volta do personagem, que ficou algum tempo na geladeira por vender menos que os outros, foi a transformação do seu querido Alazão de Pau em cavalo de verdade, como o que vemos nesta história.

O cavalinho de madeira era uma parte essencial da concepção de papai para o personagem, e ele recebeu a decisão do pessoal do estúdio de modificar o alazão como se fosse um tapa na cara. Não gostou nem um pouco, mas foi obrigado a fazer as mudanças exigidas, mesmo que a contragosto.

É uma nova fase do personagem, na qual os meta quadrinhos produzidos na redação d’A Patada já não existem mais e o Pena Kid não é mais o Xerife de Pacífica City, transformando-se em vaqueiro errante (outras mudanças impostas a papai pela redação, que ele também detestou).

Chateações à parte, o tema desta história é algo que também vem do universo dos filmes antigos de caubói: a figura do vendedor itinerante de unguentos e tônicos de todos os tipos, que prometiam muita coisa, mas na maioria das vezes não passavam de charlatães. Dizem, aliás, que a própria Coca Cola era no início um desses tônicos, até que alguém teve a ideia de adicionar água gasosa ao xarope e vender como refresco.

O nosso herói encontra a carroça abandonada de um desses vendedores na entrada de uma cidadezinha e resolve, ingenuamente, devolver. A comédia de erros começa quando ele é confundido com o charlatão, e continua com ele sendo preso e levado ao tribunal para ser conde… ah, quer dizer, julgado pelo crime de levar uma cidade inteira no bico.

Uma curiosidade está no nome da cidade, Catafalco City. Eis que “catafalco” é nada mais e nada menos do que um estrado, ou estrutura semelhante, frequentemente feita de madeira, sobre a qual se coloca o caixão de um defunto durante o velório.

Pena Kid Catafalco

As cidades de velho oeste que papai inventava sempre tinham nomes desse tipo, que remetiam ao ambiente violento dos filmes de de bangue bangue. O catafalco é o que espera o Pena Kid, se o povo da cidade conseguir levar a cabo a sua vingança contra o charlatão, mesmo que equivocadamente.

Mas é claro que um herói não pode terminar assim, e o verdadeiro “Dr. Von Xato” (preciso mesmo explicar o trocadilho?) aparece para desfazer o mal entendido, libertar o Pena Kid… e criar mais uma grande confusão.

Pena Kid Xato

E o pobre Alazão, agora não mais de pau, se vê reduzido à nada nobre condição de explorado puxador de carroções alheios, um mero coadjuvante, onde em tempos de glória havia sido um ser mágico, personagem que dividia o papel principal com seu cavaleiro.

Pena Kid Alazao

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s