Esse Agente Dá Pena

História do Peninha com 00-Zéro e Pata Hari, de 1977.

O Peninha acaba de ser demitido novamente, por dormir em serviço, e os agentes estão fugindo da Bronka, por causa de um microfilme. Um encontrão entre eles na porta do jornal A Patada dá início à confusão.

A partir daí todos os clichês de história de agente secreto se aplicam, com o rolinho de filme mudando de mãos o tempo todo e a perseguição cheia de reviravoltas. Dos agentes, o objeto passa para o Peninha. Depois, para o Tio Patinhas. Aí, o Peninha se disfarça de Patinhas para despistar os agentes da Bronka. Enquanto isso, os agentes do bem conseguem fugir do QG da Bronka, onde somos brindados com uma aparição do Grande Bronka, sempre de costas, sentado em seu “trono”, e com seu gato no colo.

Grande Bronka

Na verdade, nada nesta trama é mais importante do que a perseguição e a bagunça. Tem até tiroteio! Nem mesmo o microfilme e seu conteúdo, que não é revelado em nenhum momento, importam. Tanto, que o leitor nem percebe. Não vem ao caso.

Bronka tiros

No final papai devolve a história ao início, como era seu costume, com o Peninha novamente adormecido sobre a mesa de trabalho, mas com uma pequena variação, o que só torna a coisa toda mais engraçada. Tão engraçada, na verdade, que dá até pena. 😉

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s