Perdido Na Cidade Perdida

História do Penas das Selvas, de 1983.

Nosso herói tenta se exibir para o povo da selva e acaba caindo no rio, no fundo do qual encontra uma passagem para uma misteriosa cidade romana perdida na selva.

Ao contrário de outras cidades romanas perdidas que papai já colocou em suas histórias, esta é mais moderna, quase (mas mas não muito) civilizada, apesar do modo de vestir e das armas no estilo antigo. Também ao contrário de outras representações de romanos, a intenção aqui não é ensinar palavras em Latim, mas simplesmente brincar com o tema.

Assim, eles têm carros, circuitos de TV, na arena se joga futebol, e “alimentar os leões” não é exatamente o que pode parecer a princípio.

PdS romanos

Nemone, que é o nome da rainha do lugar, é uma alusão a uma outra rainha vilã de um clássico dos quadrinhos, Tarzan e a Cidade de Ouro (1933) de Edgar Rice Burroughs. Uma evidência disso pode ser a criação de leões da rainha em nossa história, que o Pena das Selvas acaba indo alimentar.

Nemone

E no meio disso tudo, agindo como um irritante elo de ligação que primeiro coloca, e depois tira o nosso herói de sucessivas encrencas, está uma cacatua verde, que chama o Pena de “boboca” o tempo todo. Provavelmente porque ela o faz de, bem, boboca, o tempo todo.

 

Anúncios

2 opiniões sobre “Perdido Na Cidade Perdida

  1. Olá, sou um grande fâ do seu pai, Ivan Saidenberg.
    Li hoje, pela primeira vez, a saga A historia de Patópolis em que ele fez o roteiro.

    Quero deixar meu comentário a respeito de tanto que falam do “Zé Carioca do Canini” ser a melhor fase do personagem. Ok, claro, mérito para o desenhista também, profissional talentoso envolvido, mas eu sinto falta de reconhecerem o Ivan Saidenberg como autor da maioria dos roteiros das HQs do Zé Carioca na época.

    São duas ‘artes’ diferentes, mas ao meu ver, o roteiro é que cria a essência do personagem… o enredo, a criatividade. Os desenhos são o complemento, mas essa é apenas a minha opinião.

    Parabéns pelo blog!

    • Obrigada, José!
      É justamente isso que você disse, que eu estou tentando fazer as pessoas verem. Parece que estou conseguindo… 😉 Todos esses artistas merecem o sue crédito, mas é importante dar a cada um o crédito qu ele merece. Obrigada e volte sempre!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s