A Tristeza da Cuca

História publicada na Revista Recreio número 154, de 21/06/1972. Isso foi 42 anos atrás (menos 1 dia).

Os personagens da história somos meu irmão e eu, pequenininhos, e… a Cuca. A ideia foi mamãe que sugeriu a papai, e o desenho é do Renato Canini. Talvez por isso mesmo a história está creditada a “Saidenberg”, e não a “Ivan Saidenberg”.

Lucilinha, com pouco mais de 4 anos de idade, já é uma menininha, enquanto seu irmãozinho Ivanzinho, com só 2 aninhos incompletos, acaba de aprender a andar. Essa história me diverte e me comove até hoje. Acho que não há nos quadrinhos brasileiros outra representação tão singela e carinhosa de uma jovem família como esta.

Ciente de sua “senioridade”, a pequena Lucila sabe que tem “mais que o dobro” da idade do irmãozinho, e procura exercer totalmente a sua função de irmã mais velha, inclusive ensinando ao pequeno tudo o que já aprendeu nesta vida. Papai dizia que eu fiz de verdade esta coisa de pegar o irmãozinho pela mão e levá-lo ao quintal sob o pretexto de mostrar a ele “o mundo”, mais de uma vez.

lucila vaninho

Mas a parte biográfica da história termina por aí. A partir do momento em que as crianças saem do quintal e vão passear fora de casa (imaginem, duas crianças tão pequenas sozinhas por aí… fica lindo nos quadrinhos, mas era impensável na realidade, mesmo para aqueles tempos), a história passa para a mais completa fantasia. Numa gruta, as crianças encontram a Cuca, bicho mitológico, que está muito triste porque ninguém mais se lembra dela, nem canta sua canção de ninar, e ela se sente muito solitária.

Demonstrando então um senso prático bastante precoce, Lucila resolve descobrir algo que a Cuca (um monstro que tem cara de jacaré, mão de onça, rabo de galo, pés de pato e asas de borboleta) possa ser ou fazer para se tornar útil novamente. Após algumas tentativas frustradas de usar as asas para voar, ou tentar cantar como um galo, Lucilinha finalmente descobre para o que serve uma Cuca:

lucila vaninho cuca

A única personagem da história que não gosta muito do desfecho é a mamãe das crianças, que no final do dia não entende por quê o nenê não quer dormir:

lucila vaninho mamae

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s