“Os Urubusservadores”

História do Zé Carioca, publicada pela primeira vez em 1973.

Dizem que a sorte é igual para todos, mas nada como ter uma ajudinha. As pessoas sempre tiveram os mais variados métodos para “ajudar a sorte” e tentar adivinhar o resultado da loteria. E para ganhar na loteria, vale tudo, até confiar em sonhos. Esse método, aliás, era muito usado no passado para apostas no jogo do bicho, por exemplo. Talvez até ainda seja.

O interessante aqui é o “sonho profético” do Zé. Papai dizia que os tinha, mas pelo menos nunca com esse efeito.

ZC sonho urubus

No caso desta história, o Zé, além de sonhar, é capaz de interpretar o sonho. E com base no que viu, ele desenvolve um “método” para fazer suas apostas. De acordo com o urubu que pousasse num certo telhado do Morro do Urubu, vizinho ao Morro do Papagaio (cujo nome foi inspirado no Morro do Pavão, no Rio), o Zé foi marcando, ao longo de quatro dias, os 13 palpites da loteria esportiva.

O palpite do Zé se revela correto, no final, mas quem finalmente recebe o prêmio não é ele, e sim um primo pobre o Tio Patinhas. A ambição de ganhar na loteria ameaça o relacionamento com os amigos, e ele acaba jogando o bilhete preenchido fora. Fica a pergunta: o que vale mais, dinheiro, ou amizade/amor sinceros?

ZC amigos urubus

Aviso aos navegantes: estou em semana de férias, com família em casa, e pode ser que não consiga atualizar o blog todos os dias.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s