A Volta Do Pato Demêncio…

História do Peninha, publicada pela primeira vez em 1972, e republicada mais recentemente no Especial de 50 Anos do Peninha.

Trata-se de nada mais, nada menos que a primeira história do Peninha escrita no Brasil. Ela só não foi também a primeira publicada no Brasil porque o pessoal da redação resolveu publicar primeiro a segunda história do Peninha escrita no Brasil (pelo Júlio de Andrade)… Mas está valendo.

Curiosamente, já se trata de uma história do Peninha na redação de A Patada, local onde o personagem viria a ter os seus melhores momentos ao longo dos anos nas histórias brasileiras, e nas de papai em especial. A profissão de jornalista, que já veio com ele dos EUA, não poderia ter encontrado terreno mais fértil para se desenvolver. Com o tempo também papai descobriu o seu caminho até o jornalismo, escrevendo muitos artigos para os jornais de Campinas ao longo dos anos, e se inspirando nas redações reais para criar situações cada vez mais hilárias nos quadrinhos.

Peninha demencio

A história em si é uma clássica comédia de erros: no afã de não chegar atrasado na redação novamente, o Peninha esquece que não deveria ir direto de casa para o jornal naquela manhã, mas sim ir encontrar com o Donald no porto para fazer uma matéria sobre esse tal de Pato Demêncio, uma celebridade que ninguém sabe exatamente quem é, nem o que fez, mas que todo mundo admira porque sabe que deveria admirar.

Há aqui, é claro, um elemento de crítica à cultura das celebridades, que começou com as estrelas do cinema americano no pós guerra, e tomou grandes dimensões com as estrelas do Rock nos anos 60. A pergunta que se faz é: o que são celebridades, e para quê serve gente famosa, se é que essas pessoas servem para alguma coisa?

O desencontro entre o Peninha e o Donald leva a todo um encadeamento de confusões e situações desastradas e desastrosas que, apesar das tentativas de se consertar a bagunça, terminam num pequeno desastre jornalístico. Mas até aí o leitor já riu tanto, que nem tem espírito para se sentir mal pelo infortúnio dos personagens principais.

O nome “Demêncio” é, obviamente, um tocadilho com a palavra “demente“, sinônimo de “maluco”, palavra que papai faz associar também ao Peninha, ao longo da história.

Peninha demencio1

E temos aqui também uma primeira menção do nome do terceiro e obscuro jornal de Patópolis, “A Patativa Ilustrada”, usado novamente na história chamada “Minha Vida Daria um Livro”, de 1973, já comentada neste blog.

Peninha demencio2

Anúncios

Uma opinião sobre “A Volta Do Pato Demêncio…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s