Pero Vaz De Peninha

História do Peninha, publicada pela primeira vez em 1983.

Este é um “relato alternativo” do descobrimento do Brasil, com o Peninha no papel de um hipotético “segundo escrivão” da armada de Pedro Álvares Cabral, em adição a Pero Vaz de Caminha, este sim figura histórica que escreveu o que é considerado a “certidão de nascimento” de nosso país.

PVPeninha

A trama funciona também como uma aula de História (ou, mais exatamente, um convite à pesquisa histórica mais séria um pouco por parte do leitor), uma aula de idiomas (Português de Portugal, Tupi e Francês) em nível bastante elementar, é claro, mas está valendo, e finalmente, mas não menos importante, como uma grande piada de português.

PVPeninha1

Papai começa fazendo o personagem principal citar alguns trechos da carta original de Caminha, nos primeiros quadrinhos, e em seguida continua compondo uma engraçadíssima variação sobre o tema, com o peninha descrevendo (e escrevendo) o que vê enquanto se depara com todo tipo de desventura e aventura.

PVPeninha2

Quando Pero Vaz de Peninha já está perdendo as esperanças de voltar à terrinha, ele é finalmente resgatado por seus compatriotas e vai à Torre do Tombo entregar seus manuscritos ao editor real Dom Patinhel, o antepassado português do Tio Patinhas, onde leva a primeira “patada” da qual se tem registro e descobre o porquê do “tombo” no nome da torre.

História hilária, educativa e imperdível, que deveria ser republicada todos os anos em Abril ou Setembro. 😉

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s