Os Pulos Do Pula-Pula

História do Professor Pardal, de 1975.

A ideia por trás da trama é a de que “menos é mais”. O inventor oficial de Patópolis está às voltas com um pedido do prefeito por um veículo pequeno e leve que ajude a desengarrafar o trânsito da cidade.

Cativado pelo pula-pula do sobrinho Pascoal, o Pardal tenta “aperfeiçoar” o brinquedo, para que se pareça mais com um veículo “de verdade”. Várias tentativas são feitas, uma mais estrambótica que a outra, para a diversão do leitor. O inventor tenta de tudo, de um simples motor a pilha até um perigoso sistema atômico de propulsão, na intenção de poupar esforço aos patopolenses que usarão a engenhoca.

Pardal pula

Mas será mesmo que é preciso isso tudo?

O pula-pula, assim como o cavalinho de madeira e outros brinquedos das crianças do passado são mais uma das “marcas registradas” de papai, que procurava relembrar e promover as antigas brincadeiras sempre que podia.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s