Volta ao Mundo em 8 Trapalhadas

Livros para desenhar e pintar não são novidade, e a Editora Abril certamente publicou muitos deles, sempre voltados às crianças. Foi só recentemente que os adultos receberam “permissão” para voltar a pintar, e isso certamente está mexendo com a cabeça de todo mundo.

(Eu, por mim, sou totalmente a favor, já que adultos que desenham se sentem mais criativos, pessoas criativas são mais felizes, e pessoas felizes não torram a paciência de ninguém. 😉 )

Uma das séries de livrinhos para colorir lançadas nos anos 1970/80 foi a “Pintura Mágica com Água”, uma publicação com histórias variadas com ilustrações impressas com uma tinta solúvel em água muito parecida com a dos atuais lápis aquareláveis. Tudo o que a criança (ou não tão criança assim) precisava fazer era molhar um pincel macio em um copo com água, e diluir a tinta diretamente no papel. Assim a pintura “aparecia”, como mágica.

A Abril, aliás, caprichava. Os desenhos eram impressos em bom papel, e em apenas um dos lados, para que, se a tinta atravessasse para o outro lado da página, não mancharia o próximo desenho. Além disso, havia também uma linha picotada próxima aos grampos, para que o pintor pudesse destacar e expor suas criações.

Uma dessas revistas, a de número 6 da série, de 1980, tem uma história de papai impressa nas contracapas dianteira e traseira, e os desenhos para colorir de Ricardo Soares Corrêa da Silva são feitos como ilustrações para essa história.

Peninha Pintura

Basicamente, o Tio Patinhas manda um bilhete ao Peninha, mandando que ele vá fotografar “as focas do Polo Norte”. O Peninha, animado com a oportunidade de viajar, pega o aviãozinho que está sempre à disposição de A Patada e sai voando em direção ao Polo Norte, guiado apenas por uma bússola. Logo ele descobre que a bússola está quebrada, e que ele pousou no lugar errado.

Peninha Pintura1

A seguir vem toda uma odisseia na qual ele vai trocando de meios de locomoção e visitando vários países, em um esforço para voltar a Patópolis. A história, é claro, é inspirada em clássicos da literatura infanto juvenil como “Cinco Semanas em um Balão“, e “Volta ao mundo em 80 dias”, ambas de Júlio Verne.

Mas, apesar de todo esse esforço, o Tio Patinhas não vai ficar nada contente… É que ele não explicou que as focas que o Peninha deveria fotografar não estavam no Polo Norte, mas sim no Zoológico de Patópolis.

*********************

E como todos os dias, minha biografia de papai está à espera de vocês nas melhores livrarias:

Marsupial: http://www.lojamarsupial.com.br/ivan-saidenberg-o-homem-que-rabiscava

Comix: http://www.comix.com.br/product_info.php?products_id=23238

Cultura: http://www.livrariacultura.com.br/p/ivan-saidenberg-o-homem-que-rabiscava-15071096

Amazon:http://www.amazon.com.br/Ivan-Saidenberg-Homem-que-Rabiscava/dp/8566293193/ref=sr_1_1?s=books&ie=UTF8&qid=1427639177&sr=1-1

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s