A Ameaça Dos Térmitas

História do Tio Patinhas, de 1973.

O velho pato muquirana está constantemente pensando em novas ideias para ganhar mais dinheiro gastando menos, mas o fato é que o barato pode sair caro. Em todo caso, de acordo com a definição clássica do personagem, mesmo quando o Tio Patinhas perde, ele sempre acaba ganhando de alguma maneira.

Um dos grandes desafios de mineradores de todos os tipos é conseguir saber onde, afinal de contas, começar a cavar para encontrar os materiais preciosos que procuram com pouco esforço e gastos, de preferência. Os métodos de prospecção para isso são muitos, dos mais científicos aos mais esotéricos, e uma empreitada de mineração pode custar bem caro.

A ideia do ricaço é certamente criativa, mas pouco prática (e é sobre essa base de impraticabilidade que papai constrói o roteiro): colocar insetos para cavar a terra, e depois mandar analisar o material trazido de graça por eles à superfície em busca de traços de algo que se possa minerar. O problema é que, em condições normais, isso demoraria demais, inviabilizando o projeto.

O Professor Pardal é chamado para ajudar, e a solução que ele apresenta se transforma em um problema, somente para logo em seguida se transformar, por uma sucessão de coincidências e golpes de sorte, novamente em uma solução (ou, pelo menos, em mais uma fonte de lucros, já que o Patinhas não veio ao mundo para perder dinheiro).

Para aguçar a curiosidade do leitor e tentar expandir um pouquinho seus conhecimentos gerais, papai colocou no título da história uma palavra pouco usada em Português do Brasil, mas aparentemente bastante comum em Portugal para denominar certos tipos de cupins, especialmente aqueles que cavam a terra, mais do que os que roem madeira.

TP termitas

Há uma forte influência de Carl Barks no roteiro, mas o limite de 10 páginas imposto pela editora para a maioria das histórias (esta tem 8) impede um desenvolvimento mais ousado da trama, que certamente poderia chegar a proporções mais épicas com muito pouco esforço por parte do roteirista.

Curiosa é a diversidade de ecossistemas que cercam a cidade de Patópolis: praia, montanhas, área rural agriculturável, floresta enfeitiçada, e agora um deserto bastante próximo.

****************

Minha biografia de papai está à espera de vocês nas melhores livrarias, não percam. E não percam também a tarde de autógrafos na Livraria Monkix em São paulo no próximo sábado, dia 27 de junho:

Marsupial: http://www.lojamarsupial.com.br/ivan-saidenberg-o-homem-que-rabiscava

Comix: http://www.comix.com.br/product_info.php?products_id=23238

Cultura: http://www.livrariacultura.com.br/p/ivan-saidenberg-o-homem-que-rabiscava-15071096

Amazon:http://www.amazon.com.br/Ivan-Saidenberg-Homem-que-Rabiscava/dp/8566293193/ref=sr_1_1?s=books&ie=UTF8&qid=1427639177&sr=1-1

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s