Lista de Trabalho – II

Só para lembrar, nem tudo o que é mencionado nestas listas foi publicado. Algumas coisas são apenas ideias, outras são testes, ou outros tipos de projetos. Nem tudo está em ordem cronológica: às vezes, ele ia anotando conforme se lembrava de um projeto mais antigo. Além disso, algumas histórias foram compradas e nunca publicadas. Outras eram compradas e publicadas, mas com nomes diferentes, a critério do editor. E mais, nem tudo são quadrinhos. Há colunas para jornais e revistas, projetos de publicidade e vários outros tipos de textos.

De modo geral, primeiro vem o nome da história, seguido do nome do personagem principal e do número de páginas. “Rep” significa “Republicada”, e “Ref” ou “p/ Ref” é “para reformular”. Numerais romanos simbolizam a versão (I, II, III…) de uma história que voltou, foi reescrita, e em seguida enviada de volta.

O leitor atento verá, na lista de hoje, alguns títulos de histórias da Turma da Mônica. Por favor, não vá perguntar ao pessoal da MSP sobre elas, porque eu já fiz isso. Me parece que foram testes, ou ideias, ou algo assim, já que papai e o Maurício eram amigos, mas nada consta nos arquivos deles como tendo sido comprado ou publicado.

De Fevereiro de 1973 a Abril de 1973:

  • Resultado Chutado – Zé Carioca 7 (Republicada)
  • Festança Na Roça – Zé Carioca 8
  • No Reino De Pindaíba… – Zé Carioca 7 (Republicada)
  • O Águia – Zorro 12
  • Em Busca Do Zorro – Zorro 15
  • O Grande Golpe – Metralhas 7
  • Mancha Em Patópolis – Mancha 10
  • Mancha Em Buga-Buga – Mancha 10
  • Mancha Em El-Arak – Mancha 11
  • Mancha Em Bengala – Mancha 11
  • Mancha Em Ping-Pong – Mancha 11
  • Mancha Em Pago-Não-Pago – Mancha 10
  • Mancha No Faroeste – Mancha 13
  • Mancha Em Copacabana – Mancha 12
  • O Capitão Feio Ataca Novamente – Cebolinha 12
  • Bugu, O Novo Herói – Bugu 5
  • Papel Pega Cebola – Cebolinha
  • As Criaturas do Gelo – Horácio 14
  • Bloco na Lua – Cebolinha
  • A Ajuda do Tio Glunk – Piteco 13
  • Pop! Pop! Pop! – Rolo
  • A Coisa – Mônica 12
  • O Salto – Bidu 1
  • Regando o Jardim – Cebola 7
  • O Banho – Cascão 1
  • A Roupa Nova – Cebolinha
  • Isso Não Existe – Cebolinha
  • Pulando Amarelinha – Cebolinha
  • Roda, Pião – Cebolinha
  • Super, Mesmo – Cebolinha
  • No Continente Africano – Curiosidades 1 (Não HQ) – Almanaque Disney
  • O Morcego Do Mar – Morcego Vermelho 4
  • O Pior Atirador do Oeste – Pepe Legal 10
  • Por Quê Foges Tanto Assim, Rapaz? – Wallis Gator 8
  • Atire a Primeira Pedra – Flintstones 6
  • O Beco do Perigo – Manda Chuva 8
  • Quem Nunca Comeu Melado – Zé Colméia 8
  • Salvando a Linda Donzela – Tuchê 6
  • O Mistério Misterioso – Olho Vivo 8
  • Um Dia de Folga de Jorge Jetson – Jetsons

De Abril de 1973 a Junho de
(200 trabalhos alcançadas em 3/4/73)

  • Na Terra do Espelho (Reaproveitada)
  • Enganando as Formigas – Cebolinha
  • Triplo Mesmo! – Mônica
  • O Chato ao Telefone – Cebolinha
  • Uma Missão Espinhosa – Pena Kid 9
  • O Novo Livro De Bruxarias – Maga 3
  • Além Da Imaginação – Maga 7
  • Mal Me Quer, Bem Me Quer – Morcego Vermelho 8
  • A Praça é do Povo – Mônica 9 PG
  • Os Detetives Da Moleza – Zé Carioca 8
  • O Morcego Voador – Morcego Vermelho 8
  • O Monstro De Piche – Morcego Vermelho 5
  • A Casa Maluca – Morcego Vermelho 8
  • Fórmula Zero – Zé Carioca 9 (Republicada)
  • O Esportista – Zé Carioca 7 (Republicada)
  • Estrada De Ferro Patopolense – Peninha 8
  • Restaurando O Restaurante – Pardal 5
  • A Visita Dos Manchinhas – Mancha Negra (Refeita)
  • Zé Pelé – Zé Carioca 8
  • Pepe Legal – Pepe Legal 6
  • A Pesca… Ria – Zé Carioca 1
  • A Fonte Da Velhice – Peninha (Reaproveitada)
  • Férias e Feriados – Cebolinha
  • Fale, Baixinho – Cebolinha
  • Os Super-Cupins – Superpateta 8 (Republicada)
  • O Pior Aluno da Classe – D. Educação
  • Guerra Que Não Houve – Vupt 6
  • O Espião Que Entrou Numa Gelada – Peninha 9
  • O Homem Elástico – Morcego Vermelho 7
  • O Cão Siamês – Banzé 4
  • Comédia e Tragédia dum Donatário – Vupt 6
  • Vovô Deville – Peninha 9
  • Um Certo Capitão Pero de Goés – Vupt 6
  • Um Orangotango Em Patópolis – Morcego Vermelho 7
  • Polícia Desmontada – Peninha 8
  • Qualquer Semelhança… – Margarida (Reaproveitada)
  • Quem Tem Medo Do Lobo Mau? – Lobão
  • A Verdurite Aguda – Lobão 5
  • Quem Tem Medo Do Morcego Vermelho? – Morcego Vermelho 6
  • A Volta Do Morcego Vermelho – Morcego Vermelho 15

De Junho de 1973 a Agosto de 1973:

  • O Morcego Vermelho – (Reaproveitada)
  • O Adão Pernambucano 6 – Vupt
  • Como são as coisas em Aquamoka? – Vavavum 8
  • O Telefone Morcego – Morcego Vermelho 1
  • O Monstrengo – Morcego Vermelho 9
  • Um Grilo No Trânsito – 7
  • O Diabólico Kid Mônius – Morcego Vermelho
  • Um Morcego Em Copabacana – Morcego Vermelho 7
  • Morcego Vermelho Contra Mancha Negra (Livro)
  • Motorista Congestionado – Grilo Falante
  • Superpateta X Metralhas – Livro 40
  • Minha Vida Daria Um Livro – Peninha 7
  • Pesquisa Através Do Tempo – Peninha 7
  • A Vovó Da Chapeuzinho – Morcego Vermelho 8
  • O Primeiro Rei Negro – Vupt 6
  • Tio Patinhas Contra Maga Patalógica – Livro 40 Pags
  • Um Sabor de Aventura – Crás! 5
  • Os Discos Voadores – Crás! 2 pgs
  • A Minhoca Atômica – 3
  • Adivinhão! – Zé Carioca 6
  • Os Sobrinhos X Os Manchinhas – Livro 40
  • O Manual Do Peninha (Republicado)
  • Ser Pedestre É Uma Parada – Grilo Falante (Republicada)
  • O Cavaleiro Da Patética Figura – Pateta E Gil 9
  • Presente De Grego – Metralhas 7
  • A República de Palmares – Vupt 6
  • Um Morcego Do Outro Mundo – Morcego Vermelho 8
  • O Rocambole Que Deu Bolo – Morcego Vermelho 7
  • O Novo Aprendiz De Feiticeiro – Peninha 7 (Republicada)
  • Esquálidus X Coisa Estranha – Livro 40
  • O Carteiro Voador – Peninha 7 (Republicada)
  • Arsene Lobão – Lobão 6 (Republicada)
  • Tico E Teco E O Teco-Teco – Tico e Teco 6 (Republicada)
  • Que Bolada! – Zé Carioca 8 (Republicada)
  • Superpato X Homem Elástico – Livro 40
  • O Aquário Dos Patos – Peninha 8
  • A Noite Do Curupira – Lobão 6
  • Zé Penetra – Zé Carioca 3
  • Zé E A Loteca – Zé Carioca 1
  • Zé E O Bolão – Zé Carioca 1
  • A Embaixada – Zé Carioca 1

Agosto de 1973 a novembro de 1973:
(300 trabalhos em setembro de 1973)

  • Ladrão! – Zé Carioca 1
  • Zé Juiz – Zé Carioca 1
  • Zé Cracão – Zé Carioca 1
  • Zé Comilão – Zé Carioca
  • Zé Frangueiro – Zé Carioca 1
  • Zé Torcedor – Zé Carioca 1
  • O Morcego Espião – Morcego Vermelho 7
  • Tortas E Pastelões – Peninha 6
  • Dormindo No Ponto – Peninha 6
  • No Rítmo Da Bruxa – 7 Anões 8
  • Olhe Bem Nos Meus Olhos – Morcego 7
  • Na Terra Dos Espelhos – Morcego 7
  • Lampadinha Ou Lampiãozinho? – Pardal 6
  • Zé Mandraque – Zé Carioca 7
  • O Desmancha Concursos – Os Aristogatas 6
  • Turistas Em Férias – Zé Carioca 6 (Republicada)
  • Metralhópolis – Metralhas 9 (Republicada)
  • Robin Grude – Zé Carioca 10
  • O Segredo Do Zé – Zé Carioca (Reaproveitada) 2 Anos!
  • O Biriba Esteve Aqui – Morcego Vermelho 7
  • As Mil Faces Ocultas – Morcego Vermelho 7
  • Patetoque, O Detetive – Pateta 8
  • O Invento De Esquálidus – Esqualidus 8
  • Experiência Anterior – Ron-Ron
  • 50 Anos Felizes – Walt Disney 15
  • Feliz Natal – Morcego Vermelho 1
  • Salve A Seleção! – Donald (Republicada)
  • Zé Técnico – Zé Carioca 1
  • Zé Massagista – Zé Carioca 1
  • O Príncipe Subterrâneo – Morcego Vermelho 7
  • Monotonópolis – Pardal 8
  • O Roubo Da Diligência – Zorro 14
  • Um Povoado Pacato – Zorro 13
  • A Grande Gincana De Patópolis – Metralhas 8
  • Traje Esporte – Pateta 1
  • Pena Kid Ataca Novamente – Pena Kid 8
  • A Volta De Robin Grude – Zé Carioca 8
  • Um Entregador Sob Encomenda – Peninha 6
  • Bruxópolis – Peninha 5
  • Retrato Falhado – Peninha (Reaproveitada)
  • O Fantasma Do Castelo – Pateta 9
  • Zé E O Barão De Basófia – Zé Carioca 9
  • É Duro Ter Cartaz – Zé Carioca 3
  • Na Terra Dos Minimuns – Morcego 6

De Novembro de 1973 a Janeiro de 1974:

  • O Fabuloso Anel Dos Sete Encantos – Donald 21
  • As Garatujas Abomináveis – Morcego Vermelho 5
  • O Pequeno Aeronauta – Lampadinha 3
  • Papéis Trocados – Lobão 7
  • Nem Prática, Nem Habilidades – Peninha 6
  • Pra Ver A Banda Passar – Ron-Ron e Peninha 6
  • O Monstro Do Lago – Morcego 10
  • O Segredo Da Garotada – Sobrinhos 2
  • Professor Pardal X Homem Elástico – Livro 40
  • Barão Do Porão E A Assombração – Peninha 7
  • Quem Tem Manual, Tem Tudo – Zé Carioca (Reformulada)
  • Patetópolis – Pateta 9
  • Kung-Fu-Zão – Morcego 7
  • Nem Tudo Na Vida São Flores – Pererê 7
  • Bruxedos E Trapalhadas – Peninha 9
  • Um Monstrengo Incomoda Muita Gente – Morcego Vermelho 8
  • O Detetive Peninha – Peninha E Ron-Ron 8
  • Robinson Peninha – Peninha e Ron-Ron 8
  • O Cavaleiro Escarlate – Robin Grude (Zé Carioca) 9
  • O Mágico Do Mal! – Morcego 11
  • Mancha Na História – Mancha Negra 6
  • Mancha Na Idade Da Pedra
  • Mancha No Antigo Egito – Mancha 11
  • Mancha Na Grécia Clássica – Mancha 10
  • Mancha Em Roma – Mancha 15
  • Mancha Na Idade Média – Mancha 9
  • Mancha Na Pirataria – Mancha Negra
  • Mancha No Tempo Colonial
  • Mancha Na Volta – Mancha Negra 6
  • Nomes Do Velho Oeste – Curiosidades 1 (Não Hq) – Almanaque Disney
  • Na Ilha Da Páscoa – Curiosidades 1 (Não Hq) – Almanaque Disney
  • Nos Mares Do Sul – Curiosidades 1 (Não Hq) – Almanaque Disney
  • Os Balões – Curiosidades 1 (Não Hq) – Almanaque Disney
  • A Face Oculta do Cosmos – Lançamento e Personagem Não Disney
  • Só Invente Se For Inventor – Pardal 7
  • O Manual Do Peninha – Peninha (Reaproveitado)
  • No Fundo Do Pantanal – Zé Carioca 8
  • Os Visitantes – Zé Carioca 4
  • A Árvore Do Zé – (Reaproveitada)
  • Os Dinossauros – Pesquisa 1 (Não Hq) – Almanaque Disney

 

Anúncios

Noite de São João

História da Patrícia, personagem de Ely Barbosa, escrita em dezembro de 1987 e publicada na revista Patrícia em Quadrinhos número 18 em junho de 1988 pela Editora Abril.

É Noite de São João, e a Patrícia convida sua turminha para uma festa na fazenda do pai dela. Mas enquanto a maioria das crianças prepara a festa e as brincadeiras, o Terremoto (o pestinha da turma) faz planos para tentar dar sustos na turma e estragar a diversão dos outros.

 

 

Assim, enquanto os meninos acendem a fogueira, as meninas vão planejando as adivinhações tradicionais para se saber com quem se vai casar, como a da clara de ovo no copo, ou a da faca na bananeira. Até “causos” de assombração e lobisomem as crianças escutam, contados por um dos peões da fazenda.

Patricia sao joao

A história é mais um resgate das antigas tradições juninas do que outra coisa. Até mesmo as tentativas do vilãozinho de pregar peças nas outras crianças, com coisas como a “caveira de mamão” com uma vela dentro, estão de acordo com os costumes da noite.

Patricia sao joao1

É certamente uma lembrança da infância de papai na fazenda, e da magia das festas juninas de outros tempos.

****************

Minha biografia de papai está à espera de vocês nas melhores livrarias, não percam:

Marsupial: http://www.lojamarsupial.com.br/ivan-saidenberg-o-homem-que-rabiscava

Comix: http://www.comix.com.br/product_info.php?products_id=23238

Cultura: http://www.livrariacultura.com.br/p/ivan-saidenberg-o-homem-que-rabiscava-15071096

Amazon:http://www.amazon.com.br/Ivan-Saidenberg-Homem-que-Rabiscava/dp/8566293193/ref=sr_1_1?s=books&ie=UTF8&qid=1427639177&sr=1-1

O Poço Misterioso

História do Zé carioca, de 1975.

Lá vamos nós, novamente, para um subterrâneo. Principalmente nos primeiros anos de sua produção de quadrinhos Disney, papai recorria bastante a cavernas e outros tipos de ambientes sob a terra para criar uma “realidade alternativa” na qual geralmente existia um reino perdido comandado por um rei excêntrico e de baixa estatura, para efeito cômico. Aqui não é diferente.

O subterrâneo acaba sendo uma metáfora para a mente subconsciente, aquele “lugar” do qual vêm a criatividade e a imaginação das pessoas. É como o “medo do escuro” das crianças pequenas. Na luz há tudo o que podemos ver com os olhos físicos. Mas a escuridão é um mistério, que pode ter Bicho Papão, jacaré debaixo da cama, e outros tipos de monstros e assombrações. Tudo de acordo com o que a imaginação mandar.

Outro tema recorrente é a mania do Zé Carioca de “fazer turismo” pegando carona no reboque de um caminhão, em longas viagens que atravessam os sertões deste “Brasilzão velho e sem porteiras”. Pode-se dizer, inclusive, que isto é uma espécie de “turismo de aventura”, já que todo mundo sabe como começa, mas ninguém sabe como vai acabar.

Outra característica do Zé nas histórias de papai é a “grande boca” dele: o que ele diz geralmente o coloca em apuros, ou acaba sendo uma espécie de presságio sobre o que está por vir. Hoje temos, também, um Nestor bastante ranzinza. A impressão que dá é que ele sempre concorda em acompanhar o Zé em suas aventuras somente porque não quer deixar o amigo sair por aí se arriscando sozinho, mas ele mesmo preferiria mil vezes o “conforto” de sua cama de caixotes de madeira e colchão de palha na favela.

E temos também um terceiro companheiro de viagem/aventura. Tião o Destemido, o motorista do caminhão. (Destaque para o clássico “para-choque de caminhão”, com os dizeres: “feliz foi Adão, que nunca teve um caminhão” no primeiro quadrinho. É papai, mais uma vez, fazendo todo o possível para representar a cultura brasileira nas histórias do mais brasileiro dos personagens Disney). Ele aparece apenas desta história, e ao que tudo indica concorda com a presença dos outros dois em seu veículo. Além disso, ele participa ativamente da história.

ZC poco

Por fim, temos o clichê do povo desconhecido que aparentemente vive cercado de riquezas, como por exemplo os habitantes do mundo de Esquálidus, mas para o qual os valores são outros.

ZC poco1

****************

Outra coisa que é muito preciosa para mim é a minha biografia de papai. Ela pode até não ser cravejada de brilhantes, mas está à espera de vocês nas melhores livrarias:

Marsupial: http://www.lojamarsupial.com.br/ivan-saidenberg-o-homem-que-rabiscava

Comix: http://www.comix.com.br/product_info.php?products_id=23238

Cultura: http://www.livrariacultura.com.br/p/ivan-saidenberg-o-homem-que-rabiscava-15071096

Amazon:http://www.amazon.com.br/Ivan-Saidenberg-Homem-que-Rabiscava/dp/8566293193/ref=sr_1_1?s=books&ie=UTF8&qid=1427639177&sr=1-1

Peninha, O Alquimista

História do Peninha, de 1977.

Mais uma vez estamos às voltas com a Alquimia e a busca pela Pedra Filosofal, que pode transformar qualquer metal em ouro. Para a maioria das pessoas, coisas como ocultismo e magia podem parecer “coisa de maluco” (e às vezes são mesmo), e papai explora a situação para um efeito cômico.

Pode-se dizer que esta história é inspirada em velhas tramas de terror e aventura como “Jacob Wizard, O Feiticeiro”, por exemplo. Mas sendo o Peninha o protagonista, logo se vê que a coisa vai acabar em confusão e risada. Não importa se o livro, comprado em um sebo, é realmente autêntico, ou se o Tio Patinhas resolve incentivar o sobrinho só porque ouviu falar em “ouro”, sua palavra predileta (depois de dinheiro, é claro).

Peninha alquimista

E o fato que o Peninha foi despejado por causa das experiências e resolve então usar a casa do Donald só piora as coisas. Na verdade, o verdadeiro protagonista desta história é o Ronrom, que resolve colocar o Peninha dali para fora ele mesmo antes que cause algum dano maior.

Peninha alquimista1

A cena final, com o último pensamento/comentário do Ronrom, é uma referência à canção “Os Alquimistas Estão Chegando”, do disco “A Tábua de Esmeralda”, de 1974.

Peninha alquimista2

****************

Já a minha biografia de papai pode não ser a Pedra Filosofal, mas vale ouro e está à espera de vocês nas melhores livrarias:

Marsupial: http://www.lojamarsupial.com.br/ivan-saidenberg-o-homem-que-rabiscava

Comix: http://www.comix.com.br/product_info.php?products_id=23238

Cultura: http://www.livrariacultura.com.br/p/ivan-saidenberg-o-homem-que-rabiscava-15071096

Amazon:http://www.amazon.com.br/Ivan-Saidenberg-Homem-que-Rabiscava/dp/8566293193/ref=sr_1_1?s=books&ie=UTF8&qid=1427639177&sr=1-1

O Ouro Da Montanha Sagrada

História do Zorro, de 1973. Muitas das histórias de papai para este personagem foram claramente inspiradas na série de TV de 1957, que todo mundo que assistia TV nessa época (e nas décadas seguintes) certamente conhecia e curtia. Esta história, em especial, parte da mesma premissa que o Capítulo 23 da série de TV, mas com uma trama totalmente diferente. Não se trata de uma “cópia”, mas sim de uma variação sobre o mesmo tema.

Como todos sabem, a história do Zorro se passa durante o domínio espanhol sobre a região da Califórnia, que foi dominada primeiro pelos espanhóis em si, de 1771 a 1821. Depois, com a independência do México da Espanha, a região passou ao domínio mexicano até 1848, quando o governo do México passou definitivamente a posse da Califórnia ao governo dos Estados Unidos depois de uma guerra das grandes.

O irônico é que os espanhóis, sempre ávidos por ouro, nunca conseguiram realmente encontrar o metal precioso nesse território. A Corrida do Ouro da Califórnia começou de verdade em 1849, um mero ano após a anexação da região pelos EUA.

Mas é de se imaginar que sempre houve boatos sobre ouro na região, sempre relacionados às terras indígenas, às quais os brancos quase não tinham acesso. Isso, é claro, as tornava mais misteriosas, o que certamente aguçava a curiosidade e a imaginação dos mais gananciosos. E se, como diz o Giorgio, e se alguém tivesse descoberto ouro na Califórnia apenas alguns anos antes, ainda durante o domínio espanhol?

É nesse exercício de imaginação que tanto o episódio da série de TV quanto a história de papai se baseiam. Mas as semelhanças param por aí. O roteirista do episódio de TV parece ter se inspirado na descoberta de James W. Marshall e John Sutter, em 1848, que mandaram analisar muito secretamente, a princípio, o metal encontrado por eles. Na TV essa cena é protagonizada pelo próprio Dom Diego.

A história de papai se inicia com base na reação bastante histérica do editor de jornais Samuel Brannan, que teria saído às ruas de Los Angeles gritando “Ouro! Ouro!”. Mas enquanto o Zorro da TV parte para as espetaculares cenas de ação e luta para prender o minerador ilegal e salvar a mocinha, o Zorro de papai prefere a diplomacia e o diálogo para tentar evitar ou pelo menos adiar a corrida do ouro que todos, no fundo, sabiam ser inevitável.

Zorro Ouro

Mas o fato é que a ficção não pode mudar a História, e por isso o herói mascarado, de um modo ou de outro, conseguirá finalmente impedir que o segredo se espalhe, evitando que a corrida do ouro aconteça “antes da hora”.

****************

Já eu não me importaria nem um pouco se houvesse uma corrida às livrarias atrás de minha biografia de papai que está à espera de vocês, não percam:

Marsupial: http://www.lojamarsupial.com.br/ivan-saidenberg-o-homem-que-rabiscava

Comix: http://www.comix.com.br/product_info.php?products_id=23238

Cultura: http://www.livrariacultura.com.br/p/ivan-saidenberg-o-homem-que-rabiscava-15071096

Amazon:http://www.amazon.com.br/Ivan-Saidenberg-Homem-que-Rabiscava/dp/8566293193/ref=sr_1_1?s=books&ie=UTF8&qid=1427639177&sr=1-1

Lista de Trabalho – I

Terminei, finalmente, de compilar toda a velha lista de trabalho de papai, e me proponho a colocar aqui aos sábados, sempre que possível.

Antes de começarmos, uma breve explicação sobre como ela “funciona”: de modo geral, primeiro vem o nome da história, seguido do nome do personagem principal e do número de páginas. Se não fosse a Editora Abril/Disney que iria publicar, isso também era indicado. “Rep” significa “Republicada”, e “Ref” ou “p/ Ref” é “para reformular”. Numerais romanos simbolizam a versão (I, II, III…) de uma história que voltou, foi reescrita, e em seguida enviada de volta.

Nem tudo o que é mencionado nas listas foi publicado. Algumas coisas são apenas ideias, outras são testes, ou outros tipos de projetos. Nem tudo está em ordem cronológica: às vezes, ele ia anotando conforme se lembrava de um projeto mais antigo. Além disso, algumas histórias foram compradas e nunca publicadas. E mais, nem tudo são quadrinhos. Há colunas para jornais e revistas, projetos de publicidade e vários outros tipos de textos.

Irei explicando outras coisas à medida que for necessário.

Abaixo, a lista do primeiro ano de trabalho de papai na Editora Abril. A maioria das histórias foi comprada de primeira, sem necessidade de reformulação, ou ele não as anotou.

De Setembro de 1971 a Março de 1972

  • Os Heróis São Modestos – Zé Carioca 5 (Republicada)
  • É De Arrepiar Os Cabelos – Tio Patinhas 10
  • Nos Tempos Do Rei Artur – Superpateta 7
  • O Super-Ladrão – Superpateta 13
  • Os Saltadores Salteadores – Superpateta 9
  • O Vale Do Sossego – Zé Carioca 7
  • O Craque – Zé Carioca 5
  • Xeque Mate – Prof. Pardal 5
  • Cachorros E Cachorradas – Tio Patinhas 7
  • O Pássaro Maluco – Donald 12
  • O Depósito Impenetrável – Tio Patinhas 9
  • Pardal Ama-Seca – Prof. Pardal 5
  • Donald, O Conquistador – Donald 6
  • Nas Terras Do Lasca Tascado – Zé Carioca 5
  • O Salva Vidas Boa Vida – Zé Carioca 5
  • A Janela Do Castigo – Metralhas 5
  • Quem Samba Fica – Zé Carioca 7
  • Azares Da Bruxaria – Maga Patalójica 6
  • Para Que Serve Este Invento? – Prof. Pardal 8
  • O Jardim Das Maçãs De Ouro – Tio Patinhas 10
  • Furos E Mais Furos – Peninha 6
  • Paz, Amor E Glória – Peninha 7
  • O Morro Dos Ventos Ululantes – Tio Patinhas 10
  • Como Era Burro O Meu Cavalo – Zé Carioca 8
  • Segura O Rojão! – Zé Carioca 7
  • A Volta Do Pato Demêncio – Peninha 7
  • Não Há Mais Inventores – Prof. Pardal 8
  • Uma Rosa Para Uma Margarida – Donald 8
  • A Descoberta Do Garcia – Zorro 10
  • O Gato Egípcio – Tio Patinhas 9
  • Nas Terras Do João-Sem-Terra – Zé Carioca 6
  • Os Herdeiros Trapaceiros – Zé Carioca 12
  • Uma Vez Patinhas… Sempre Patinhas – Tio Patinhas 9
  • Vizinho É Pra Essas Coisas – Donald 7
  • Caçada Atrapalhada – Zé Carioca
  • Serra, Serra, Serrador – Sobrinhos Do Donald 8
  • O Super-Milionário – Tio Patinhas 9
  • A Festa Surpresa – Pateta 6
  • A Repórter Mais Simpática – Margarida 6 (Republicada)
  • O Planetinha Enrugado – Superpateta 11

De Março de 1972 a Setembro de 1972:

  • Papagaiadas – Donald 8
  • O Chapéu Que Foi Pro Beleléu – Prof. Pardal 7
  • Ponha Um Gato Em Seu Carro – Peninha (Reaproveitada)
  • Abaixo Os Inventores! – Prof. Pardal 8
  • Numa Casa De Caboclo – Urtigão (Reaproveitada)
  • Minha Sombra Me Assombra – Pateta 8
  • Meu Limão Meu Limoeiro – Donald 8
  • A Aposta – Pateta 10
  • A Prova – Pateta 10
  • Vamos Todos A Munique – Pateta 9
  • A Olimpíada – Pateta 23
  • A Maratona – Pateta 4
  • O Roubo Do Fogo Olímpico – Pateta 10
  • A Tristeza da Cuca – Receio 7
  • A Ave Do Paraíso – Donald 7
  • Ama Seca Por Acaso – Donald 7
  • O Empregado Espertalhão – Vovó Donalda 7
  • O Professor Pateta – Pateta 6
  • O Cifrão Era A Lei – Tio Patinhas 8
  • Muita Banana Para Um Papagaio – Zé Carioca 8
  • Marinheiro Só – Zé Carioca 7
  • Férias Por Amizade – Prof. Pardal 6
  • Resultado Chutado – Nestor 7
  • Mágica Trágica – Maga Patalójica 7
  • Um Prêmio Quente – Zé Carioca 1 (Piada)
  • Cada Pateta Com A Sua Mania – Pateta 4
  • Frutos Da Imaginação – Zé Carioca 1
  • Quem É O Morcego Vermelho? – Morcego Vermelho 1 (invenção de personagem)
  • Tudo Começou Assim… – Morcego Vermelho 15
  • A Confederação – Morcego Vermelho 11
  • A Moto-Morcego – Morcego Vermelho 1
  • O Pula-Pula – Morcego Vermelho 1
  • Os Robôs-Roubões! – Morcego Vermelho 21
  • A Serviço Do Mal – Morcego Vermelho 15
  • O Marajá De Shingatudo – Morcego Vermelho 11
  • O Morcego Vermelho Conquista A Glória – Morcego Vermelho 12
  • Quem Tem Medo De Assombrações? – Peninha 8
  • Mistério À Paulista – Zé Carioca 9
  • Ajudante Desajustado – Prof. Pardal 9
  • Ri Melhor Quem Ri Primeiro – Gato Risonho 10

De Setembro de 1972 a Dezembro de 1972:
(100 trabalhos em Outubro de 1972!)

  • Quem Inventa É Inventor – Pardal 7
  • Precisa-Se De Uma Empregada – Pardal 7
  • A Lata Morcego – Morcego Vermelho 1
  • A Corda Morcego – Morcego Vermelho 1
  • Utilidades-Morcego – Morcego Vermelho 1
  • Zé Noel (1 Ano!) – Zé Carioca 6
  • Zé Silvestre – Zé Carioca 1
  • Zé E O Chimpanzé – Zé Carioca 8
  • A Nova Corrida Do Ouro – Patinhas (Reaproveitada)
  • Zorro, O Bandido – Zorro 10
  • Um Paulista Na Corte Do Rei Momo – Zé Paulista 5
  • A Fazenda Safári – Donald 10
  • Uma Tarde em Quidocelá – Recreio
  • O Mistério Do Vale Verdejante – Donald 9
  • O Super-Astro – Morcego Vermelho 10
  • A Epidemia De Morcegos Vermelhos – Morcego Vermelho 9
  • Na Idade Da Pedra – Pardal 9
  • O Novo Cifrônio – Patinhas 7
  • Latópolis 2000 – Pardal 10
  • A História Da Aviação Brasileira – Almanaque Disney 20 (Medalha e Diploma de Mérito Santos Dumont)
  • Ora, Bolas! – Patinhas
  • Uma Questão De Dedução – Peninha 6
  • Gato E Sapato – Peninha 7
  • Amor, A Quanto Me Obrigas – Pardal 7
  • Tempo De Páscoa – Patinhas 7
  • O Super-Distraído – Superpateta 7
  • O Golpe Da Bruxa – Tio Patinhas 7
  • Paz, Amor E Disco Voador – Zé Carioca 8
  • Tem Gato Na Linha – Peninha 6
  • A Ameaça Dos Térmitas – Prof. Pardal 8 (Republicada)
  • A Propaganda É A Alma Do Negócio – Peninha 7
  • Usando A Cabeça – Pardal 8
  • A Indústria De Chapéus Voadores – Pardal 6
  • Pesquisador De Mercado – Peninha 7
  • O Ataque De Surpresa – Peninha 6
  • O Pássaro Da Felicidade – Pardal 7
  • O Tesouro De Tortuga – Zé Carioca 7 (Republicada)
  • O (Misterioso) Barão De Bazófia – Zé Carioca 9
  • Tudo Em Paz Na Natureza – Pardal 6
  • O Poço Do Tempo – Pardal (Reaproveitada)

De Dezembro de 1972 a Fevereiro de 1973:

  • O Mancha Negra Contra O Manual Do Mickey – Mickey 5
  • Diego, O Fora Da Lei – Zorro 11
  • A Moedinha Número 1 – Tio Patinhas 9
  • Fica Assim De Gavião – Pardal 7
  • Quadrinhos E Adivinhos – Pena Kid 7 (Primeira Estória Do Pena Kid)
  • O Segredo Da Montanha – Zorro 13
  • Pena Kid X Xaxam – Pena Kid 9
  • O Tapete-Maravilha – Zé Carioca 9
  • Ron-Ron Ataca De Surpresa – Ron-Ron 9
  • Zé, O Desapropriado – Zé Carioca
  • O Torneio De Aeromodelos – Sobrinhos 9
  • O carrinho Fantástico – Recreio
  • O Bamba Da Roda De Samba – Zé Carioca
  • O Superzé – Zé Carioca 6
  • O Sumiço Do Tio Patinhas – Patinhas 4
  • Peninha Pra Atrapalhar – Peninha 5
  • Esses Psitacídeos… – Pateta 7
  • O Planeta Patetóide – Super Pateta 9
  • No País Dos Terremotos – Tio Patinhas 10
  • Rei Do Faroeste – Mancha Negra 13
  • Zorro Contra Dom Del Oro – Zorro 15
  • O Mancha Branca – Mancha 10
  • O Sexto-Sentido – Zorro 13
  • A Marca Invisível – Zorro (Reaproveitada)
  • A Escola De Bandidos – Mancha 7
  • O Dia Dos Mascarados – Mancha 7
  • O Grande Segredo – Mancha 1
  • Tesouro Do Tio Patinhas – Metralhas 1
  • O Assalto – Superpateta 1
  • O Fantasma De Mac-Azhar – Patinhas
  • O Bacana De Copacabana – Zé Carioca
  • Ninguém Segura O Mancha Negra – Mancha 7
  • O Mágico De AHS – Superpateta 9
  • Duelo Na Cidade Fantasma – Zorro 16
  • O Guia-Turista – Zé Carioca 5
  • A Vitória Do Águia – Zorro 13
  • O Bandoleiro – Zorro 14
  • Espelho, Espelho Meu – Maga 9 (Republicada)
  • O Estranho Capitão Pérola Negra – Mancha E Zé 10
  • Que Papelão! – Metralhas 1

****************

Minha biografia de papai está à espera de vocês nas melhores livrarias, não percam:

Marsupial: http://www.lojamarsupial.com.br/ivan-saidenberg-o-homem-que-rabiscava

Comix: http://www.comix.com.br/product_info.php?products_id=23238

Cultura: http://www.livrariacultura.com.br/p/ivan-saidenberg-o-homem-que-rabiscava-15071096

Amazon:http://www.amazon.com.br/Ivan-Saidenberg-Homem-que-Rabiscava/dp/8566293193/ref=sr_1_1?s=books&ie=UTF8&qid=1427639177&sr=1-1

A Ameaça dos Homens Macaco

História do Poderoso Tor, escrita em março de 1976 e publicada na revista Heróis da TV número 17, em outubro daquele mesmo ano. Esta é a única história nacional da revista.

Era costume de papai “dar” os poderes do Superpateta, por exemplo, a outros personagens. Assim, quase todo mundo em Patópolis e arredores, e até tão longe quanto o Rio de Janeiro, desde mocinhos e até vilões, já experimentou pelo menos um superamendoim.

A ideia aqui é semelhante. Já que o Tacape Mágico de Tor não é o Martelo de Thor, aparentemente não é preciso ser especialmente “merecedor” para empunhá-lo. Basta que saiba as palavras mágicas, ou “tropece” nelas meio por acaso, já que são bastante óbvias.

Tor Macaco

O mocinho Eros, alter Ego do herói Tor, tem qualquer coisa de Dom Diego de La Vega/Zorro, também. Esconde seu tacape no tronco oco de uma árvore, e se faz de mau caçador e bom moço sensível e pacífico para melhor ocultar sua identidade secreta.

Tor Macaco1

Mas, mesmo temporariamente sem os seus poderes, no calor da luta contra os Homens Macaco que invadem a aldeia ele não consegue realmente esconder seus instintos combativos e de liderança. Demonstrando grande coragem, ele leva a aldeia à vitória mesmo sem se transformar em Tor, e isso não passa despercebido de sua namorada Íris, seus familiares e amigos. No final, após recuperados o tacape e os poderes, fica a pergunta: será que esses poderes todos são realmente necessários, ou ele poderia se virar bem sem eles?

Tor Macaco2

****************

Minha biografia de papai está à espera de vocês nas melhores livrarias, não percam:

Marsupial: http://www.lojamarsupial.com.br/ivan-saidenberg-o-homem-que-rabiscava

Comix: http://www.comix.com.br/product_info.php?products_id=23238

Cultura: http://www.livrariacultura.com.br/p/ivan-saidenberg-o-homem-que-rabiscava-15071096

Amazon:http://www.amazon.com.br/Ivan-Saidenberg-Homem-que-Rabiscava/dp/8566293193/ref=sr_1_1?s=books&ie=UTF8&qid=1427639177&sr=1-1