O Acampamento Misterioso

História da Turma do Gordo, de Ely Barbosa, publicada na revista O Gordo em Quadrinhos número 18, de 1987.

Fininho, Sócrates, Fofa e Gordo resolvem ir acampar em um lugar de uma floresta sugerido pelo líder da turminha rival. Ora, por quê um menino que não simpatiza em nada com o Gordo e sua turma sugeriria tão enfaticamente um local para se passar um dia de aventura, assim, por nada? Se perguntará o leitor atento.

Gordo acampamento

O leitor atento também notará uma silhueta misteriosa que observa a turminha desde o primeiro quadrinho. O fato é que, a partir do momento em que eles chegam ao tal local descrito, o mistério começa a ficar cada vez mais misterioso. É só quando a coisa toda já está quase se tornando uma história de terror que o mistério começa a ser solucionado, mas não imediatamente. Afinal, quem será o senhorzinho de barba e fala rimada?

Gordo acampamento1

Quem conhece o estilo de papai de outras histórias sabe da paixão dele por temas mágicos, que conectam florestas com seres elementais como bruxas, fadas e gnomos. Estes últimos, na mitologia brasileira, são espíritos protetores que estão lá para impedir que caçadores prejudiquem a fauna e a flora.

A fala e os encantamentos rimados também são, nas histórias de papai, francos sinais de que as “regras da magia” estão em ação. A princípio se apresentando como “caipiras esquisitos”, aos poucos o comportamento dos gnomos vai se tornando cada vez mais francamente mágico.

Tudo não passou de um plano dos garotos maus, para fazer a turma dos bonzinhos levar um baita susto no tal “lugar esquisito”. Mas tal como acontece nas histórias Disney, a bondade dos bons é sua própria proteção, e os maus vão se dar duplamente mal, para aprenderem a não brincar com o que não entendem e, especialmente, não sair por aí caçando passarinhos.

A verdade é que esse tipo de história, nos tempos de criança de papai, quando muitas delas moravam no campo e tinham riachos e matas onde brincar, era uma espécie de elemento “moralizante”. Os adultos contavam essas histórias aos pequenos para desencorajar as crianças de atividades de caça ou pesca predatória. Como crianças geralmente não respondiam bem a argumentos lógicos, o recurso era incutir nelas um grande medo de seres sobrenaturais que poderiam aparecer para se vingar se algo de mal fosse feito aos bichinhos inocentes.

****************

Na minha biografia de papai, que está à espera de vocês nas melhores livrarias, eu relato a história da vez em que papai se viu cara a cara com o Saci, não percam:

Marsupial: http://www.lojamarsupial.com.br/ivan-saidenberg-o-homem-que-rabiscava

Comix: http://www.comix.com.br/product_info.php?products_id=23238

Cultura: http://www.livrariacultura.com.br/p/ivan-saidenberg-o-homem-que-rabiscava-15071096

Amazon:http://www.amazon.com.br/Ivan-Saidenberg-Homem-que-Rabiscava/dp/8566293193/ref=sr_1_1?s=books&ie=UTF8&qid=1427639177&sr=1-1

Monkix: http://www.monkix.com.br/serie-recordatorio/ivan-saidenberg-o-homem-que-rabiscava-serie-recordatorio.html

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s