O Dia em que o Sol Apagou

História do Homem Pássaro, escrita em junho, reformulada em julho e publicada na revista Heróis da TV número 18, de novembro de 1976.

Os poderes desse super herói alado emanam do Sol, fazendo com que ele seja praticamente invencível sempre que a nossa estrela está brilhando no céu (perguntinha boba: e de noite, como fica?) Mas como eu ia dizendo, sob o sol o herói é invencível.

Sendo assim, papai logo imagina para os vilões um plano maléfico para “apagar” o Sol e tornar o homem alado vulnerável por tempo suficiente para que eles possam finalmente destruí-lo. São dois vilões que se unem, o Doutor Polar e o Doutor Escórpios, cada um com sua parafernália eletrônica de monitores e canhões de raios.

O plano é causar um eclipse usando um asteroide para fazer o papel que normalmente é da Lua, o de se interpor entre o planeta Terra e o Astro Rei. É claro que, em sendo uma história em quadrinhos, a trama toda é bastante simplificada: a bordo de uma nave, o tal Doutor Escórpios usa seus raios para empurrar o pedregulho espacial e bloquear os raios solares. O problema é que ele parece estar em uma órbita bastante próxima, e eu fico imaginando o tamanho que o objeto precisaria ter (entre outras coisas), para que um “eclipse artificial” pudesse realmente ocorrer.

HP Sol

Mas na verdade isso não importa lá muito, e qualquer tentativa de argumentação lógica certamente não cabe em uma história que é pura fantasia. A coisa toda tem aquele sabor de brincadeira de moleque, em que um (que faz o papel  de vilão) inventa uma situação aparentemente insolúvel para que o outro imagine um jeito de se safar. O negócio é ir retrucando e encontrando explicações a cada problema apresentado, mesmo que nada seja lá muito verossímil, até que o mocinho consiga suplantar as maquinações do vilão.

Neste caso, papai usa o fato de que todo eclipse é total apenas em uma faixa estreita do Globo Terrestre. Assim, o herói acaba sendo arremessado tão longe pelas armas de raios dos vilões, que sai da sombra do asteroide e recupera os poderes, podendo então voltar “dos mortos” para finalmente capturar os vilões.

****************

Já leste o meu livro? Quem ainda não leu está convidado a ler minha biografia de papai, à sua espera nas melhores livrarias, não perca:

Marsupial: http://www.lojamarsupial.com.br/ivan-saidenberg-o-homem-que-rabiscava

Comix: http://www.comix.com.br/product_info.php?products_id=23238

Cultura: http://www.livrariacultura.com.br/p/ivan-saidenberg-o-homem-que-rabiscava-15071096

Monkix: http://www.monkix.com.br/serie-recordatorio/ivan-saidenberg-o-homem-que-rabiscava-serie-recordatorio.html

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s