O Natal Dos Metralhas

História dos Irmãos Metralha, de 1977.

De duas, uma: ou papai se esqueceu de anotar esta história em sua lista de trabalho, ou fui eu quem “pulou” o nome dela na hora de transcrever. Ela ainda não leva o crédito no Inducks, mas eu já avisei a quem de direito. Mas tenho a mais absoluta certeza que é de meu pai, porque ele me mostrou a revista assim que foi publicada, e eu me lembro bem.

Ele gostava desta história porque é, certamente, uma das mais criativas histórias de Natal que ele escreveu. E olha que a variedade é grande: algumas são quase “canônicas”, bem tradicionais mesmo, como “Um Natal Bem Diferente”, já comentada aqui. Outras são bem singelas, como “Zé Noel”, também já comentada aqui.

Uma coisa que pode demandar muita “logística”, especialmente em famílias grandes na época das festas, é a tradicional reunião de todos. Parentes chegam de longe, alguns querem ir e não conseguem, outros não querem ver os parentes nem pintados…

Quanto aos Metralhas, às vezes é melhor estar dentro da cadeia na véspera de Natal, do que em liberdade. Na cadeia, pelo menos, é servida uma ceia, enquanto em liberdade eles estão sempre sem dinheiro e sem ter o que comer. E com o resto da família na prisão, a liberdade parece especialmente solitária.

A solução que eles encontram? Tentar ser presos! O problema é que eles não podem cometer um crime pé de chinelo demais, ou não conseguirão chegar à prisão estadual, onde estão os outros. No máximo, passariam a noite na carceragem de uma delegacia de bairro. Mas um crime grave demais os levaria a uma prisão de segurança máxima, o que também não os faria atingir seu objetivo.

Metralhas Natal

Acontece de tudo, é claro, para a diversão do leitor. E a lealdade e dedicação da família Metralha em seus esforços para se manter unida, especialmente nesses momentos festivos, chega a ser emocionante. Eles conseguirão passar a Noite Mágica juntos, finalmente, mas não exatamente do jeito que imaginaram.

Tradicional ou heterodoxo, em família ou solitário, barulhento ou quieto, eu desejo que o Natal seja maravilhoso, e que o Ano Novo só traga coisas boas a todos os que acompanham este blog. Obrigada pela companhia, por mais um ano!

****************

Já leste o meu livro? Quem ainda não leu está convidado a conhecer minha biografia de papai, à sua espera nas melhores livrarias: Marsupial – Comix – Cultura – Monkix 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s