O Superzé

História do Zé Carioca, de 1973.

Papai dedicou-se, de maneira bastante consistente, a “emprestar” os superamendoins a todos os outros personagens com os quais trabalhou. Hoje é a vez do Zé.

Como sempre é preciso que o alvo do “presente” não saiba o que está acontecendo nem o que engoliu que o tornou super. A ideia é que seja um evento de uma vez na vida e que o personagem não consiga repetir a experiência por meios próprios, para melhor preservar o segredo e a identidade do Superpateta, o verdadeiro dono dos amendoins mágicos.

Assim, o personagem geralmente engole o superamendoim juntamente com outra coisa, como uma comida ou bebida. O detalhe interessante é que a bebida da vez é um chá de “limão bravo“, planta que existe de verdade e que é usada na medicina popular para exatamente o que é descrito na história: fazer remédio caseiro para a tosse, entre outras coisas.

zc-super

Papai mostra o Zé colhendo os frutos para fazer o chá, já que fica mais fácil e mais simples mostrar assim, mas na verdade a parte usada da planta são as folhas. Ou pode ser que, na dúvida sobre qual parte da planta usar, muitas avós usassem uma mistura de frutos e folhas. Outra informação correta sobre esse chá é que, como a maioria dos remédios caseiros, ele é muito amargo.

O resto da história é a reação do Zé ao se tornar “super”. Por um lado, a preguiça e a aversão ao trabalho que lhe são características continuam a existir, mas o bom caráter e a consciência do personagem fazem com que ele se sinta culpado em não usar seus novos poderes para ajudar as pessoas e prender bandidos.

Esse será o delicado equilíbrio que ele precisará buscar, mas é claro que tudo tem limite, até mesmo para um “estagiário de super”.

zc-super1

O João Ratazana é um bandido frequente nas histórias do Zé desde a primeira que papai escreveu para ele. Já o Tião Mãoleve aparece somente nesta história.

****************

Já leste o meu livro? Quem ainda não leu está convidado a conhecer minha biografia de papai, à sua espera nas melhores livrarias: Marsupial – Comix – Cultura – Monkix 

A História dos Quadrinhos no Brasil, e-book de autoria de papai, pode ser encontrado na Amazon

***************

Se você gosta do que lê aqui, por favor considere comprar os livros. Se não puder (ou já tiver a sua cópia), e assim mesmo ainda quiser ajudar, considere fazer uma doação de qualquer valor à vaquinha deste blog. Obrigada.

***************

Pensando em fazer compras? Passe primeiro pela minha loja no Magazine Luiza

Anúncios

2 opiniões sobre “O Superzé

  1. É o limão-rosa ou limão-cravo, que é limão verdadeiro. Limão taiti, galego e siciliano, por exemplo, na verdade são limas ácidas. É usado como cavalo pra enxerto desses outros, as limas ácidas, a laranja de ramada e outros cítricos. Se morre o enxerto acaba dando limão rosa mesmo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s