A Fazenda Safári

História do Donald, de 1973.

Este é um interessante exercício de imaginação sobre o que possivelmente poderia dar errado em um empreendimento com animais selvagens, mas tentando não cair no lugar comum da mera perseguição por feras irracionais.

A inspiração vem de filmes como O Planeta dos Macacos de 1968, por exemplo, no qual macacos inteligentes comandam com mão de ferro um mundo semelhante à Terra.

Enviado para tomar conta de uma “Fazenda Safári” comprada pelo Tio Patinhas, o Donald começa a achar que os macacos que habitam o local, que poderiam ser uma ótima atração de um futuro empreendimento, são preguiçosos demais. Em um arroubo de dedicação excessiva, ele começa a experimentar com a ração dos bichos, até ter a ideia de encomendar do Professor Pardal uma “super ração” que, como todos os inventos desse personagem, acaba tendo efeitos inesperados.

pd-safari

O uso do telegrama, que o Donald manda aos sobrinhos para pedir socorro, me lembra também a crônica de 1960 “Macacos Me Mordam” de Fernando Sabino, adaptada depois por Ruth Rocha, na qual um cientista pede “1 ou 2 macacos” a um amigo, e acaba com 1002 deles, por descuido do telegrafista.

Enquanto isso, no mundo real, nossos cientistas chegaram à conclusão de que os macacos da atualidade estão evoluindo até mais rápido do que nós e chegando à sua “idade da pedra“. Mais alguns milênios e, quem sabe, estaremos às voltas com primatas inteligentes, como se eles já não fossem espertos o suficiente do jeito que as coisas estão.

****************

Já leste o meu livro? Quem ainda não leu está convidado a conhecer minha biografia de papai, à sua espera nas melhores livrarias: Marsupial – Comix – Cultura – Monkix 

A História dos Quadrinhos no Brasil, e-book de autoria de papai, pode ser encontrado na Amazon

 

Anúncios

2 opiniões sobre “A Fazenda Safári

  1. “O planeta dos macacos” não se passa noutro planeta mas a Terra no futuro.
    O astronauta pensou ter ido a outro mundo, mas depois viu que era a Terra no futuro. Até aparece a estátua da Liberdade em ruína. Se bem que um famoso erro geográfico: No filme ela está no Pacífico.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s