Gato E Sapato

História do Ronrom, de 1974.

“Fazer de gato e sapato” é uma antiga gíria que significa “maltratar e abusar” de alguém. Papai aqui usa a expressão como um trocadilho para brincar com o Ronrom e fazer a conexão do animal de estimação do Donald com o resto da história.

A situação apresentada no início da trama, com o Donald oferecendo um almoço em sua casa para os colegas de A Patada (que são também sua namorada, primo e sobrinhos), é algo que papai fez algumas vezes com os seus colegas da Editora Abril, especialmente por ocasião das Festas Juninas. Uma fogueira era acesa no quintal, e eram servidos churrasco e as demais comidas e bebidas típicas.

É possível que a inserção da “piada interna”, já que o leitor não teria como adivinhar o que se passava na residência do autor (mas qualquer um na redação saberia imediatamente do que se tratava), tenha sido uma maneira encontrada por papai para agradecer aos colegas pela presença e “imortalizar” a festa.

Mas o que não acontecia, é claro, era essa intromissão do chefe de redação (que aliás também costumava participar das festas lá em casa) com antipáticas ordens para interromper tudo e ir trabalhar. Essa é certamente uma vantagem do quadrinista sobre o jornalista: enquanto o primeiro é geralmente um freelancer que pode fazer os próprios horários, o segundo raramente tem um horário fixo, trabalhando ao sabor das notícias que se apresentam.

ronrom-sapato

Mandados ir cobrir a “FIP”, Feira Industrial de Patópolis, a Família Pato resolve não abandonar o espírito do feriado patopolense e pelo menos tentar se divertir um pouco enquanto trabalha. Um sinal daqueles tempos é o “trabalho infantil” dos sobrinhos do Donald, coisa comum na época, mas impensável de se mostrar com tanta naturalidade hoje em dia.

ronrom-sapato1

E o elemento surpresa que entra para fazer bagunça e adicionar graça à coisa toda é o gato Ronrom, é claro. Sempre ávido por comer peixes, coisa que ele adora mas não ganha de seu dono, o felino resolve bancar o “repórter” também, com resultados hilários e um final feliz onde todos saem ganhando, apesar de tudo.

****************

Já leste o meu livro? Quem ainda não leu está convidado a conhecer minha biografia de papai, à sua espera nas melhores livrarias: Marsupial – Comix – Cultura – Monkix 

A História dos Quadrinhos no Brasil, e-book de autoria de papai, pode ser encontrado na Amazon 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s