Diário De Um Herói

História do Morcego Vermelho, publicada pela primeira vez em 1977.

A brincadeira de hoje inclui um pouco de tudo: primeiramente, tenta desfazer a noção de que diários são coisas apenas para mulheres. Um herói também pode ter o seu, desde que consiga escrever alguma coisa entre uma missão e outra.

De resto a trama explora o talento para o desastre do herói, juntamente com a falta de credibilidade dele junto à população patopolense. Até as crianças preferem outros heróis, pois confiam mais na capacidade deles e não no Morcego. A cada página o menino pede por um herói diferente. Do Superpateta ao Vespa Vermelha (duas vezes), passando até pelo Mickey. O único que não é chamado é o Superpato, de quem papai não gostava muito pois achava que ele competia com o Xaxam.

mov-diario

Mas como sempre o objetivo de papai não é fazer o mocinho pegar o bandido, mas sim fazer o leitor rir. Para isso, ele usa e abusa das quedas e trombadas. Tudo o que poderia sair errado será um verdadeiro desastre, desde o primeiro quadrinho e até a última página. O herói se acidentará pelo menos uma vez em cada página, e em algumas delas até mais. Mas, mesmo assim, não desiste nunca.

mov-diario1

E por fim, como se não bastasse, todo o esforço será em vão, com um desfecho tão surpreendente (para o leitor) quanto decepcionante (para o personagem). Mas de qualquer maneira, qual outro dos heróis de Patópolis se prestaria, com tamanha boa vontade, a fazer papel de bobo para agradar uma criança?

****************

Já leste o meu livro? Quem ainda não leu está convidado a conhecer minha biografia de papai, à sua espera nas melhores livrarias: Marsupial – Comix – Cultura – Monkix 

A História dos Quadrinhos no Brasil, e-book de autoria de papai, pode ser encontrado na Amazon 

 

Anúncios

Uma opinião sobre “Diário De Um Herói

  1. Superpato é um nome infeliz, pois nada tem de super
    Como em castelhano, o nome deveria ser Patomas, pois foi inspirado em Fantomas, como Superpateta em Super-homem, Morcego Vermelho em Batman, tio Patinhas no Scrooge de Dickens (Uma noite de natal), professor pardal em Arquimedes…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s