Ora, Pipocas!

História do Zé Carioca, escrita em dezembro de 1976 e publicada pela primeira vez em março de 1978.

Ela segue a mesma linha de outra, chamada “Zé da Venda” e já comentada aqui, escrita poucos meses antes no mesmo ano de 1976. A trama também é parecida: precisando de um dinheiro, o Zé resolve abrir um pequeno negócio no qual não precise trabalhar duro demais.

Apesar de (ainda) estar creditada ao Julio de Andrade, a presença do nome da história na lista de trabalho e da revista na coleção não me deixam dúvidas. Além disso, papai também adorava uma pipoca feita na manteiga, gosto esse que “deu” ao Zé.

Outra pista é a presença do personagem Zé Gaivota, um marinheiro criado por papai e usado só por ele como uma espécie de “conhecido” da turma do Morro do Papagaio. A função do personagem é aparecer de vez em quando meio assim do nada, apenas passando pela rua, e interagir de alguma maneira. Por ser marinheiro ele viaja muito, o que justifica as longas ausências, e por ter uma profissão e um emprego, ele tem a vantagem de sempre ter algum dinheiro no bolso.

Quer dizer, vantagem, em termos. Ele inclusive já emprestou o dinheiro para o Zé abrir a famosa venda, mas hoje vai tentar comprar dois saquinhos de pipoca de dois Cruzeiros cada com uma nota de quinhentos Cruzeiros.

zc-pipocas

De trapalhada em trapalhada, de gente a quem ele deve pequenos valores aproveitando para comer uma pipoquinha na faixa e até uma tentativa de golpe, o Zé acaba não vendendo nada. Mas isso não quer dizer que ele ficará sem o dinheiro para comprar o presente da Rosinha.

zc-pipocas1

Esta também é a primeira e única aparição do vilão da história, um certo Quico Urubu (e não “Chico” como consta no Inducks), o que faz dele mais uma das criações de meu pai.

A interjeição “Pipocas!”, ou mesmo “Ora, Pipocas!” era, naqueles tempos, uma exclamação muito comum para quem quisesse expressar seu descontentamento com algo sem precisar recorrer a palavras de baixo calão.

***************

Já leste o meu livro? Quem ainda não leu está convidado a conhecer minha biografia de papai, à sua espera nas melhores livrarias: Marsupial – Comix – Cultura 

A História dos Quadrinhos no Brasil, e-book de autoria de papai, pode ser encontrado na Amazon 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s