Festa Na Aldeia

História do Pererê, de Ziraldo, publicada pela Editora Abril na revista A Turma do Pererê número 10 em abril de 1976.

Esta história é uma crítica à “americanização” da cultura brasileira fortemente veiculada principalmente pela TV nos anos 1950 a 1970.

Um exemplo disso é que, sempre que se falava de “índios” em séries ou em filmes, eram mostrados os nativos norte-americanos. E por comodidade, descaso, ou para baratear os custos, ou por ignorância, até mesmo produções nacionais de ficção retratavam os índios brasileiros ao estilo estrangeiro e “genérico”, tudo junto e misturado, sem nenhuma pesquisa sobre as diferentes tribos e suas tradições. 

Assim, todos os objetos indígenas que a turminha traz ao Saci para a caracterização de uma “festa na aldeia” em homenagem aos índios Parakatokas são peças que eles ganharam de brinde em concursos de televisão: o Tomahawk (machadinha) foi criado pelos índios Algonquinos. A tenda cônica chamada Tipi (que papai usava muito nas histórias do Pena Kid) é dos índios Sioux. O Cachimbo da Paz também pertence à cultura Sioux. E finalmente o Totem é um objeto tradicional dos índios canadenses que, apesar de norte-americanos também, têm pouco a ver com as culturas que se fixaram onde hoje ficam os EUA.

O interessante é que algumas das histórias em quadrinhos do personagem foram adaptadas pelo Ziraldo (ele comprou, são dele, ele pode) em filmes de curta metragem para crianças que foram veiculados pela TV Brasil em 2011. Várias dessas adaptações têm o roteiro baseado em histórias criadas por papai, algumas já comentadas aqui.

Como ser mítico originário da cultura brasileira, o Saci se indigna com tantos objetos estrangeiros deslocados do contexto e praticamente obriga os amigos da mata a reproduzir uma aldeia genuinamente brasileira para a festa.

A surpresa final fica por conta da chegada do homenageado, fantasiado ao estilo norte-americano, ele também, com todas as implicações que isso acarreta e para reforçar a crítica à adoção de tradições estrangeiras em detrimento das locais, que deveriam ser ensinadas primeiro, ainda antes das outras.

**************

Já leste o meu livro? Quem ainda não leu está convidado a conhecer minha biografia de papai, à sua espera nas melhores livrarias: Marsupial – Comix – Cultura 

A História dos Quadrinhos no Brasil, e-book de autoria de papai, pode ser encontrado na Amazon 

Visitem também o Sebo Saidenberg, na Amazon. Estou me desfazendo de alguns livros bastante interessantes.

Anúncios

Uma opinião sobre “Festa Na Aldeia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s