Natal Muito Doido

História de Natal dos Metralhas, de 1985.

O que é pior do que passar o Natal na cadeia? Bem, se você é um Metralha, a resposta é: “passar o Natal fora da cadeia”, é claro.

Na penitenciária de Patópolis, pelo menos, há ordem, relativa calma, e comida. Para quem não consegue se ajustar à sociedade, a privação da liberdade é apenas um detalhe. Os vilões parecem estar tão acostumados com o ambiente da prisão que, para eles, o mundo exterior chega a ser ameaçador.

Tanto que, ao tentar fugir (para quê, nem eles sabem), eles acabam se deparando com uma passagem para o País das Maravilhas. O subterrâneo, para papai, sempre foi uma espécie de “passagem para o subconsciente”, ou para a “Terra Oca”. Túneis e cavernas abrigam todo tipo de surpresa, e quanto mais malucas forem as coisas, melhor.

E bota “maluco” nisso. Esta é uma das últimas histórias de Natal que ele escreveu, e é certamente a mais criativa. O Natal no País das Maravilhas certamente não é nada parecido com o de nossa realidade, e a maluquice é demais para eles. Em vista disso, os Metralhas não terão alternativa senão bater em retirada e voltar para a cadeia de onde vieram.

metralhas-louco

A história ainda não está creditada a papai no Inducks, mas acredito que isso será sanado em breve. Eu sei que esta é dele não apenas por causa do nome na lista de trabalho e a revista na coleção, mas também porque me lembro bem que ele ficou muito contrariado porque ela foi publicada na revista Natal Disney de Ouro número 7 com algumas páginas trocadas, e ele veio me mostrar.

Além disso, ele também deixou anotado nas páginas a ordem certa, como deveria ser. Não sei se o problema já foi sanado em outras publicações, mas deixo a ordem correta abaixo:

metralhas-louco-126

metralhas-louco-127

metralhas-louco-128

Além desta história, há também uma piada de Natal do Morcego Vermelho, de uma página só, publicada em 1976. Não tenho a revista na coleção, mas ela pode ser lida no link.

****************

Já leste o meu livro? Quem ainda não leu está convidado a conhecer minha biografia de papai, à sua espera nas melhores livrarias: Marsupial – Comix – Cultura 

A História dos Quadrinhos no Brasil, e-book de autoria de papai, pode ser encontrado na Amazon

No País Das Maravilhas

História do Morcego vermelho, de 1979.

Esta história “faz par” com “Na Terra dos Espelhos”, outra história do Morcego Vermelho que tem como tema os livros de Lewis Carroll, e que foi publicada em 1976.

Desta vez alguém pede socorro ao nosso herói e acusa o Coelho Branco, que está passando correndo, de ter roubado o seu relógio. O Morcego nem tem tempo de ver quem é que está pedindo ajuda, mas, como herói, se lança imediatamente no encalço do acusado, que entra no buraco de uma árvore. Com uma pequena “ajuda” de um pé desconhecido, ele cai no buraco e começa a passar por toda uma experiência no País das Maravilhas.

MOV Maravilhas

Uma vez lá, ele vai encontrando os vários personagens clássicos do livro “Alice no País das Maravilhas”, como o Dodô, o Rei e a Rainha, o Gato Risonho, o Chapeleiro Louco e o exército de cartas do baralho.

MOV Maravilhas1

Mas há algo muito estranho nessa história toda, a começar pelo pontapé que o enviou a essa aventura maluca. Mais uma vez, o leitor se sente convidado a fazer o papel do detetive e tentar entender o que está acontecendo, enquanto o próprio Morcego Vermelho também vai gradualmente resolvendo o mistério e por fim acaba se libertando da situação.