Pra Ver A Banda Passar…

História do Peninha, de 1976.

Com o Ronrom no papel de vilão, a inspiração para esta história vem de duas canções brasileiras.

O título é uma referência a “A Banda”, de Chico Buarque. Todos saem à rua para ver a banda passar, mas o gato, sempre ranzinza, não está muito interessado. Em todo caso, esse desinteresse todo dura somente até ele ouvir dizer que a banda está indo tocar na cerimônia de abertura da FEPEPA, a Feira de Pesca de Patópolis.

Interessante é essa facilidade de criação de acrônimos interessantes, sugestivos ou hilários que caracteriza o idioma português, e que papai sempre explora para efeitos muito engraçados.

Peninha banda

Depois de apresentado o tema “banda”, a partir do momento no qual o interesse do gato do Donald é despertado, a trama passa a ser algo como uma dramatização da canção infantil chamada “Tem Gato na Tuba“.

O problema é que um dos músicos da banda, mais exatamente o “homem da tuba”, é o Peninha. O gato não gosta nem um pouco do pato, e a recíproca é perfeitamente verdadeira, mas, para conseguir entrar na tal feira e ter acesso aos peixes, o Ronrom é capaz de absolutamente tudo, com consequências hilárias.

Peninha banda1

****************

Já leste o meu livro? Quem ainda não leu está convidado a conhecer minha biografia de papai, à sua espera nas melhores livrarias.

Marsupial: http://www.lojamarsupial.com.br/ivan-saidenberg-o-homem-que-rabiscava

Comix: http://www.comix.com.br/product_info.php?products_id=23238

Cultura: http://www.livrariacultura.com.br/p/ivan-saidenberg-o-homem-que-rabiscava-15071096

Monkix: http://www.monkix.com.br/serie-recordatorio/ivan-saidenberg-o-homem-que-rabiscava-serie-recordatorio.html

 

Zé Da Tuba

História do Zé Carioca, de 1977.

A trama tem qualquer coisa de “gato na tuba”, antiga canção cômica de Braguinha, mas sem o gato. O caso é que o Zé cisma de entrar de penetra em uma festa cujo dono, segundo se diz, nunca permitiu tal coisa, e uma tuba será um elemento central nessa tentativa.

É a velha lábia e malandragem do papagaio, seguindo à risca as características do personagem nos primeiros anos da produção de papai: falastrão, ele primeiro faz uma aposta com o Nestor e em seguida usa toda a sua lábia para conseguir a ajuda de algum amigo no sentido de colocar seu plano em prática.

ZC tuba

No começo ele até tem sorte, ou não haveria história, mas é claro que um plano desonesto como este nunca vai poder dar certo numa história Disney. Em todo caso, é sempre divertido ver exatamente como o Zé vai tentar e depois se dar mal no final. De resto, fica a lição moralizante: crianças, não tentem entrar de penetra nas festas dos outros.

ZC tuba1

****************

Já leste o meu livro? Quem ainda não leu está convidado a ler minha biografia de papai, à sua espera nas melhores livrarias.

Marsupial: http://www.lojamarsupial.com.br/ivan-saidenberg-o-homem-que-rabiscava

Comix: http://www.comix.com.br/product_info.php?products_id=23238

Cultura: http://www.livrariacultura.com.br/p/ivan-saidenberg-o-homem-que-rabiscava-15071096

Monkix: http://www.monkix.com.br/serie-recordatorio/ivan-saidenberg-o-homem-que-rabiscava-serie-recordatorio.html